PADRE MÁRIO DA LIXA
- DESTAQUES -


1ª página do Jornal Fraternizar N.º 170

1ª página do Jornal Fraternizar N.º 169

1ª página do Jornal Fraternizar N.º 168

1ª página do Jornal Fraternizar N.º 167

1ª página do Jornal Fraternizar N.º 166

1ª página do Jornal Fraternizar N.º 165



SÓ PRÁTICAS POLÍTICAS E
ECONÓMICAS MAIÊUTICAS SALVARÃO O MUNDO

Só práticas políticas e económicas maiêuticas salvarão o Mundo. A afirmação serve de título ao Editorial desta edição n.º 170, do Jornal Fraternizar, relativa ao trimestre Julho-Setembro 2008. Com ela, o Jornal pretende desmascarar a Mentira posta a circular de que o Poder, se for bom, salvará o Mundo. Não salva. Essa é mais uma mentira que o Poder há muito pôs a circular, para assim esconder toda a sua perversão. Nunca o Poder salvará o Mundo, porque o Poder, de sua natureza, é mentiroso e assassino. E não sejamos tão ingénuos, ao ponto de pensarmos que há um Poder bom. Nesta ingenuidade, costumam embarcar as minorias mais ilustradas, sobretudo, aquelas que sonham ser Poder bom. A Esquerda é com o Poder bom que sonha. Só que não há Poder bom. Todo o Poder é perverso, mentiroso e assassino. Tão perverso, mentiroso e assassino, que até tem conseguido convencer as minorias mais ilustradas de que só ele salvará o Mundo. Basta, para tanto, ser Poder de Esquerda. Nada mais falso. Só a Política salvará o Mundo. Mas não qualquer Política. Só a Política feita de práticas económicas maiêuticas e de partilha de afectos. Não tem havido Política. Apenas Poder, Poder de Direita e Poder de Esquerda, ambos perversos. Precisamos, como de pão para a boca, de práticas políticas e económicas maiêuticas e de afectos partilhados. É por aqui que vai Jesus, o de Nazaré, a quem chamaram o Político por antonomásia, que é o que quer dizer o título “Cristo” que alguns discípulos, eles e elas, mais eles que elas, lhe atribuíram. Infelizmente, as Igrejas, convertidas em outras tantas religiões, correram a fazer dele um mítico Deus, mais um. E com isso, deixaram o Mundo entregue à besta do Poder que faz e desfaz como lhe aprouver, sem que ninguém lhe vá à mão, porque todos, minorias ilustradas incluídas, com o que sonham é com ele, chegar a conquistá-lo. Nem sequer percebem que ninguém conquista o Poder, ninguém toma o Poder. O Poder é que conquista as pessoas e se apodera delas. E faz delas gato-sapato. Contra os Povos. Cada vez mais empobrecidos e oprimidos. Têm dúvidas? Olhem para o nosso século XXI. Acham que este é um Mundo que se apresente? Só práticas políticas e económicas maiêuticas, junto com afectos partilhados, salvarão o Mundo. Vamos por elas. Ponham os olhos no Mestre dos mestres. Jesus é o Caminho, para ateus e crentes. Só não é para os idólatras, os religiosos. Esses não dispensam o Poder, quanto mais duro e perverso melhor. Tão pouco dispensam o Dinheiro, o Senhor Deus Dinheiro. O luxo deles é o sangue e a morte antes do tempo dos povos empobrecidos e oprimidos. Só que eles tanto engordarão que acabarão por explodir. Esse Momento Histórico será o Amanhecer de um Dia Novo, o da Humanidade. Da Humanidade feita de mulheres/homens livres, sujeitos, senhores dos próprios destinos.

 

Vosso, Mário, Presbítero da Igreja do Porto

 

NOVO... NOVO... Quando a fé move montanhas - Editorial Magnólia

Salmos versão Seculo XXI - Campo das Letras

A Fachada da Igreja

Na companhia de Jesus e de Ateus/Edição de Autor

em nome de Jesus - Intervir/ArcaDasLetras Editora

O Outro Evangelho Segundo Jesus Cristo - Editora Campo das Letras



e-mail de contacto
© Página criada 6 de Janeiro de 2001
Última actualização 6 Julho 2008
TC